Linguagem, Competência e Mediação Familiar

  • Elisangela Pereira de Queiros Mazuelos
Palavras-chave: Serviço Social, Linguagem, Competência e Mediação

Resumo

Este Artigo discute a Linguagem como competência profissional e a Mediação familiar, o meio estratégico para a utilização em orientações sociais e encaminhamentos, assim como traz reflexões iniciais acerca da comunicação entre os membros familiares e o técnico(a), percebida neste relato como fragmentada pela aceleração dos atendimentos sociais imposta pelo Sistema Estrutural Capitalista. O Artigo é um relato de experiência a partir de atendimentos sociais, utilizando a Mediação familiar como instrumento propulsor da Linguagem e da facilitação da comunicação. Nessa perspectiva, a Linguagem é entendida como competência profissional e, a partir dessa compreensão, impulsiona outras competências que se somam à intervenção profissional. Dessa forma, é importante evidenciar que a Mediação familiar pode ser um dos instrumentos utilizados como recurso para a compreensão das famílias nas orientações por parte dos sujeitos que percorrem os espaços ocupacionais, facilitando os encaminhamentos e as intervenções, e podendo ser uma das estratégias de consolidação da democratização

Publicado
2022-02-16