O Inconstitucional como Modus Operandi

  • Publicação Cruzeiro do Sul Virtual

Resumo

Durante a Primeira Republica, com o federalismo, a elite eclesiástica
começou uma articulação política para ir se reestruturando territorialmente
para não perder contato com os poderes locais. Porém algumas
questões se colocavam como pauta urgente: qual a política a ser empreendida;
quem seriam seus artífices? Como imprimir uma estadualização da
administração eclesiástica? Quem financiaria essa expansão? O estado
brasileiro teria algum interesse em apoiar a expansão administrativa da
Igreja Católica e como faria? De partida estava claro que a igreja não
poderia aceitar mais a velha política de “Departamento de Estado”. Afinal
os novos tempos colocaram outros desafios a serem superados. Serão
estas respostas que pretendemos apontar neste artigo.

Publicado
2019-01-23
Como Citar
CRUZEIRO DO SUL VIRTUAL, Publicação. O Inconstitucional como Modus Operandi. REVISTA PLURI, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 103 - 116, jan. 2019. ISSN 2596-1098. Disponível em: <http://revistapluri.cruzeirodosulvirtual.com.br/index.php/pluri/article/view/37>. Acesso em: 19 ago. 2019.
Seção
Artigos