A Atuação da Fisioterapia no Tratamento de Sequela de Queimaduras por Meio da Indução Percutânea de Colágeno: Estudo de Caso

  • Pamela Barbosa Arantes
  • Kátia Cristina Ugolini Mugnol
  • Vilma da Natividade da Silva Santos

Resumo

O presente estudo se propôs a aplicar a técnica de Indução Percutânea de Colágeno (IPC) em uma cicatriz causada por queimadura de segundo grau profundo na região anterior do braço esquerdo. Foram realizadas três sessões de IPC, com intervalo de 30 dias entre cada uma das sessões. As sessões foram realizadas em uma Clínica de Fisioterapia localizada no Hospital Santa Cruz, em São Paulo, mesmo local onde foi realizada a anamnese, aplicação da escala de Vancouver, aplicação da Escala Visual Numérica e Registro Fotográfico. Os resultados obtidos pela escala de Vancouver revelam melhora, sendo que o aspecto avaliado que mais apresentou melhora foi a flexibilidade da pele, seguido da vascularização e altura da cicatriz. Não foi possível observar melhora na pigmentação da cicatriz através da escala de Vancouver. O score total passou de 7 para 4 após a última sessão, diminuindo em 3 pontos no total (cerca de 43%). Para avaliação da pigmentação da pele foi aplicado questionário elaborado pela pesquisadora. O questionário foi respondido por oito avaliadores cegos e apresentou melhora geral entre todos os participantes de aproximadamente 36%. A Escala Visual Numérica apresentou aumento na sensibilidade da pele.
Palavras-Chave: Cicatriz; Queimadura; Indução Percutânea de Colágeno; Microagulhamento; Tratamento.

Abstract:
The present study proposed to apply the Percutaneous Colagen Induct (PCI) in a scars caused by second degree burns in left arm. Were performed 3 sessions of PCI, with an interval of 30 days between them. The interventions were performed at Physical Therapy Clinic, located at Santa Cruz Hospital, in São Paulo, the same place where was performed the anamnesis, the application of Vancouver Scale and Visual Numerical Scale and also the photographic recording. The results obtained by using the Vancouver Scale show improvement, and the aspect it was most evident was the flexibility of the skin, followed by the vascularization and the height of the scar. The total score among participants went from 7 to 4 after the last session, decreasing by 3 points in total (about 43%). As it was not possible to observe improvement in scar pigmentation through the Vancouver Scale, a blind assessment was performed by applying a questionnaire prepared by the researcher to 8 evaluators with proven knowledge in the research area. This assessment determined that PCI resulted in improvement of this parameter in treated lesions, with approximately 36% skin whitening. To evaluate skin sensitivity we used the Visual Numerical Scale, which showed promising results also represented by increased local sensitivity. 
Keywords: Scar; Burn; Percutaneous Collagen Induction; Microneedling; Treatment.

Publicado
2020-08-13
Como Citar
ARANTES, Pamela Barbosa; UGOLINI MUGNOL, Kátia Cristina; DA SILVA SANTOS, Vilma da Natividade. A Atuação da Fisioterapia no Tratamento de Sequela de Queimaduras por Meio da Indução Percutânea de Colágeno: Estudo de Caso. REVISTA PLURI, [S.l.], v. 1, n. 3, p. 149-156, ago. 2020. ISSN 2596-1098. Disponível em: <http://revistapluri.cruzeirodosulvirtual.com.br/index.php/pluri/article/view/143>. Acesso em: 30 out. 2020. doi: https://doi.org/10.26843/rpv132020p149-156.